Foto: Varizes podem ser identificadas pelo próprio pacienteAs varizes (do latim varix, que significa “serpente”) são veias dilatadas que se desenvolvem sob a superfície cutânea dos membros inferiores (pés, pernas e coxas) e que podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre*.
O próprio paciente é capaz de identificar a presença das varizes, já que elas são facilmente visíveis em função da espessura (“grossura”) e da protuberância das veias. Outros sinais de que elas podem estar presentes são: sensação de queimadura e inchaço ao redor dos tornozelos e pés, cansaço e “peso” nas pernas, coceiras, dores, caimbras noturnas e formigamentos nos membros inferiores, além de úlceras (feridas) na pele dos tornozelos.
Durante o exame físico (que sempre deve ser feito com o paciente em pé), o médico avalia a natureza das varizes — classifica-se como primárias ou secundárias — e determina a conduta do tratamento**,***.

Exames complementares

Quando necessário, o médico poderá solicitar alguns exames complementares que o auxiliarão na escolha do tratamento mais adequado. O mais comumente utilizado é o Duplex-scan ou Eco-Doppler, que associa a medição do refluxo sanguíneo à sua imagem. Se esse exame detectar o som da circulação sanguínea no interior das veias e se o aparelho for capaz de produzir imagens coloridas, o médico terá uma visibilidade ainda melhor²,³. A partir de toda a avaliação clínica e de exames complementares, o médico decidirá qual será o melhor tratamento.

Referências bibliográficas:

* Garrido M. Varizes: diagnóstico. Emedix. Rio de Janeiro. Disponível em: http://emedix.uol.com.br/doe/ang004_1h_varizes.php – Acessado em 13/02/2014

** Sintomas e diagnóstico. Tratamento de varizes.com. Disponível em: http://www.tratamentodevarizes.com/informacao-geral/sintomas-e-diagnostico/ – Acessado em 13/02/2014

*** Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Varizes. Rio de Janeiro. Disponível em: http://www.varizes.org.br/#diagnostico – Acessado em 16/05/2011

O conteúdo deste site é apenas informativo e não substitui, de forma alguma, a orientação médica.